sushi a domicilio Glovo

O melhor sushi ao domicílio com a Glovo!

Pode até que a cozinha japonesa seja na sua grande maioria desconhecida para nós, mas há uma exceção: o sushi!

O seu segredo é um mistério, será do seu equilíbrio entre proteína e vegetal ou dos seus benefícios vitamínicos ou será apenas porque é super delicioso? Seja como seja, e independente da sua forma – sendo que a mais famosa será sem dúvida o rolo – e variações o sushi é o prato de eleição e um verdadeiro porta estandarte da comida nipónica!

Ainda que uma viagem ao Japão possa ser algo de sonho, seria complicado faze lo cada vez que nos desse o desejo de sushi!
Felizmente, a receita do sushi está espalhada por todo o mundo – e até te podes arriscar a fazer o teu próprio sushi – e Portugal não é exceção! E até muito sushi preparado com peixe exclusivamente das nossas águas.
São cada vez mais os restaurantes – que também podem entregar ao domicílio – que oferecem esta deliciosa iguaria e, portanto, a possibilidade de poderes receberes em casa o teu sushi favorito é enorme!

E a Glovo, feliz de te ajudar nesse processo!

Tipo de sushi: a variedade ao gosto de cada um!

A princípio, quando descobrimos o sushi, não fazemos a ideia da variedade que existe e até nos esquecemos que este é apenas um termo genérico para este prato.
Na verdade, refere se em particular à forma como é elaborado o alimento, sendo que a sua base é um arroz cozido que é regado com vinagre de arroz, sal, açúcar e também outros ingredientes.

Apesar da extensa diversidade de formas que o sushi assume, destacamos te estes cinco tipos:

Maki

É talvez a sua forma mais conhecida, o rolo, envolvido com alga nori e recheado habitualmente de peixe e vegetais.

Nigiri

Esta forma é a estrela do sushi japonês! Mesmo dentro deste tipo, existem diferentes variantes, no entanto poderás reconhecer esta forma logo à partida: bola de arroz e geralmente coberta com um pedaço de peixe – muitas vezes, salmão ou atum.

Uramaki

O rolo classico! Envolvido em alga nori e habitualmente recheado com peixe e vegetais.
No entanto, há diferentes variedades que podem incluir fruta ou até queijo.

Gunkan

É uma forma de apresentação menos comum, mas igualmente delicioso! Também pode ser conhecido como gunkanmaki e é preparado no mesmo estilo que o nigiri.

Temaki

Inconfundível! Esta forma é muito característica pelo aspeto cónico e prepara se com sempre presente alga nori, arroz, peixe e vegetais.

E quais são os ingredientes do sushi?

Uma das coisas mais interessantes acerca deste prato é a infinidade de possibilidades no que toca a ingredientes! Ainda que nos sejam familiares ingredientes como o arroz ou alga, que outros elementos podemos encontrar no sushi?

Arroz

No nosso pequeno resumo sobre a origem do sushi demos conta do papel fundamental que o arroz tinha na antiguidade uma vez que tinha a importante função de preservar os alimentos. Mas, como em equipa que ganha não se mexe, o arroz continua a ser o ingrediente principal tanto no sushi como em muitos pratos da cozinha japonesa e é por isso que a introdução e uso de diferentes tipos de arroz é de vital importância uma vez que trás diferentes tipos de paladar aos pratos.

E que tipo de arroz devo escolher? Existem três tipos que são comumente usados no sushi: o uruchi-mai, com um grão redondo; o genmai, integral e de textura grumosa; e o mochi-gome com grãos pegajosos e muito utilizado na confeção do mochi (pastel de arroz) ou o mirin (um tipo de sake doce utilizado na cozinha). Ainda assim, o uruchi-mai é o mais versátil dos três sendo o mais utilizado pela consistência tenra e húmida depois de cozido.

Peixe fresco

Se podemos ter sushi sem peixe, sim…mas não seria a mesma coisa!
É claro que existem peças vegetarianas, feitas com pepino ou outros vegetais – e super deliciosos – mas o peixe é o segundo ingrediente mais importante! Deve ser fresco, para ter o sabor correto e para que o teu sushi seja o melhor!
Convém ter em atenção o restaurante na hora de escolher para assegurar-te da qualidade do peixe, e é normal que, por questões de higiene e qualidade, se congele o peixe 24h antes de prepara lo o que ajuda a eliminar microbactérias indesejáveis.

Top fish! Ainda que cada um com o seu gosto, os peixes prediletos para a preparação do sushi são o salmão (sake), a enguia (unagi) e o atum (maguro).
Ainda assim, não deixes de provar outras variedades: alguns restaurantes no pais trabalham com peixe exclusivamente dos Açores e tem peixes com a veja ou o chicharro.

A título de curiosidade, do ventre do atum se estrai um corte fino conhecido como toro, uma iguaria muito apreciada pelos melhores chefes.

Vegetais

Parte integrante e importantíssima do rolo nipónico!
Vegetais como pepino, cenoura, espinafres, rabanete, pimento, abacate e cebola.


Este é um tipo de sushi muito indicado para ti e para os teus amigos se seguirem uma alimentação vegetariana ou vegan…mas já iremos a esse tema uns parágrafos abaixo.

Alga nori

Apesar de ser um ingrediente a natural, a alga não surge naturalmente nesta forma em folha, sendo adaptada para ter esta forma – sem perder as suas qualidades – e é muito usada para preparar os maki. Mas, e dadas as suas características, é o elemento principal de outros tipos de sushi como o hosomaki, o futomaki e uramaki.

Condimentos

Vinagre de arroz ou sushi-zu. É preparado com um pouco de sal, açúcar e um pouco de mirin.
Molho de soja japonês, o shoyu. Gengibre curtido fatiado, usado para limpar a boca antes de saborear o próximo rolo.
O wasabi – ou a pasta verde picante que vem servida geralmente ao lado do gengibre – que é extraído da raiz de wasabia japonesa que além de ser muito rica em vitamina C é também bastante picante. Ainda assim, o wasabi que habitualmente consumimos é uma replica muito fiel, feita a base de rabanete picante, uma vez que a matéria prima original não se de da em solo mediterrânico.
A alga Kombu é uma espécie de alga gigante que se ferve junto ao arroz para lhe dar mais sabor e aroma.
E, como consequência da cozinha de fusão, tornou-se hábito incluir também maionese ou outro tipo de molhos picantes como a sriracha.

Ainda que não seja ao gosto de todos, mas existe ainda uma outra variedade, o sushi frito. Falamos normalmente das variantes California Rolls.

Sushi para vegans/vegetarianos

Apesar de sempre nos vir o peixe à mente quando pensamos em sushi, a verdade é que o único ingrediente realmente indispensável é o arroz! Claro que o recheio muitas vezes é rico em proteína animal, mas são cada vez mais os restaurantes que oferecem elaboradas e deliciosas versões feitas exclusivamente com vegetais.

Estas são ótimas notícias não apenas paga os vegans ou vegetarianos, mas também para os que sofrem de alergias a marisco e peixe. Também é muito recomendável às futuras mamas principalmente às que foram desaconselhadas a comer peixe sem saber de onde vem.

Pois sim, mas e será igualmente saboroso? Assim sem peixe? Que pode ser incluído para lhe dar aquele sabor tao bom que habitualmente conhecemos?
Para que tenhas uma ideia, um dos tipos de sushi mais conhecidos no Japão, o keppamaki, é exclusivamente recheado com tiras de pepino cru.
Mas também existem diferentes combinações com cenoura, tofu, couves, pimentos, espargos ou ate cogumelos shiitake. Também se tornou muito comum a utilização de frutas e não apenas para sobremesa!
Frutas como a manga, banana, abacate e até outros utilizam se de forma recorrente numa grande variedade de peças.
Portanto, já sabes, da próxima vez que pedires sushi ao domicílio não deixes de considerar estas opções!

Perguntas frequentes

Onde posso pedir sushi ao domicílio?

Com a nossa app ou na nossa web! Acede a Glovo a partir do teu telemóvel, tablet ou pc e terás à tua disposição uma completa lista de restaurantes de sushi ao domicílio.
Nesta lista encontrarás não só os melhores restaurantes de sushi ao domicílio como encontraras todas a informações sobre os tipos, dos ingredientes e opiniões de outros usuários que já provaram sushi na sua casa. E para fazer crescer ainda mais água na boca poderás acompanhar em tempo real quanto tempo tardará o teu pedido a chegar a tua porta.

Posso pedir sushi sem glúten?

Claro que sim! É certo que a maioria dos ingredientes principais – arroz, a alga e o peixe – são seguros para celíacos, mas também é certo que alguns dos ingredientes mencionados anteriormente podem conter vestígios de trigo, sendo algo que possa provocar fortes efeitos em pessoas alérgicas. Por isso recomendamos que leias com atenção que ingredientes integram a receita que estas a ver e, em caso de dúvida, podes por te em contacto com o restaurante.

Existem restaurantes que ofereçam buffet de sushi ao domicílio?

Sendo que a natureza deste serviço pressupõe que se consuma no local não é possível oferecer esta modalidade de sushi ao domicílio. Mas não desanimes, muitos restaurantes permitem criar opções mistas para que possas disfrutar de todo o tipo de sushi.

Qual é o restaurante de sushi mais próximo da minha localização?

Nós encontramos te isso! Basta que introduzas na app da Glovo a direção onde queres receber o pedido e desta forma simples poderás ver todos os restaurantes que estão dentro da distância desejada! E se assim achares por bem, fazer o teu pedido!

É seguro pedir sushi ao domicilio?

Quanto a pedir ao domicílio em qualquer restaurante selecionado pela Glovo estas 100% seguro, no entanto não poderemos responsabilizar nos por serviços externos.
Todos os restaurantes com os quais temos pareceria estão a operar sob estritas regras de higiene e segurança para que a tua comida chegue em tua casa em estado e condições ótimas.
Além disso, os nossos estafetas não tem contacto algum com o pedido em si! Cumprindo com a desinfeção das mãos e o uso de máscara, não tens nada a temer.

Até que horas posso pedir ao domicílio?

Cada restaurante tem o seu horário, alheio a nós. Mas na nossa app conseguires encontrar os seus horários, se continuam abertos a noite ou até em feriados.
Ainda assim, convém referir que durante a pandemia o horário de entregas segue escrupulosamente o definido pelas autoridades de saúde e governo.

Que quer dizer “sushi” em japonês?

A construção da palavra “sushi” é bastante simples e clara: resulta da fusão das palavras “sumeshi” que significa arroz e “su” que significa vinagre.
Assim que traduzindo de forma praticamente literal seria algo como arroz avinagrado ou arroz com vinagre…la está, o tal “nerezushi” que mencionávamos.

A origem do sushi: de onde vem afinal o sushi?

A história do sushi tem traços de filme com voltas trocadas no enredo!
É impressionante, porque quando pensamos em sushi pensamos diretamente em Japão como sendo o seu ponto de nascimento…mas e se te disséssemos que as suas origens estão localizadas em território chines? Pois, curioso, não é?

Já durante o seculo IV a.C. existiam rudimentares métodos de conservar os alimentos e que consistiam muitas vezem em salgar e fermentar o alimento com arroz. No caso particular do peixe, este processo funcionava por ao cobrir o peixe com o arroz o amido fermentava ajudando a conservação do mesmo.
Com o passar tempo, também os japoneses começaram a consumir peixe desta forma e muitas vezes ainda coberto de arroz e foi a esta combinação fortuita de ingredientes que se chamou de narezuchi.
Passaram uns quantos seculos até que em VIII d.C. este método de conservação não só se tinha estendido por todo o Japão como se tinha convertido numa conveniente e deliciosa forma de preparar os alimentos.

Durante cerca de nove seculos esta foi a forma de consumir, mas, durante o seculo XVII, um medico começou a fazer um preparado de narezushi, juntando lhe vinagre de arroz e acabou descobrindo que este ajudava a reduzir o tempo de preparação do prato.
Desde então a imaginação e aperfeiçoamento da receita levaram a que surgir uma infinita variedade de sushi.

Vote this article

Deja un comentario

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.